sábado, 1 de setembro de 2012

Folclore Europeu - Lendas da Europa Ocidental



Região que abrange alguns dos chamados países atlânticos, ou seja, banhados pelo oceano Atlântico ( Reino Unido, Irlanda e França); os que mantêm relação direta com o Atlântico através do mar do Norte: Países Baixos, Bélgica e Alemanha; e os países sem saída para o mar, mas que estão direta ou indiretamente vinculados ao Ocidente ( Áustria, Suíça, Luxemburgo e Liechtenstein).

Imortalizados através de livros e filmes, o continente europeu possui algumas das lendas mais famosas do mundo.

França (A Bela Adormecida, A Bela e a Fera, Chapeuzinho Vermelho, Barba Azul e Cinderela).


A história da Bela Adormecida remonta no mínimo ao século XIV, foi imortalizada por Charles Perraut que a publicou em 1697 e influenciou a versão dos irmãos Grimm. Na Versão dos Grimm ela se chama “Pequena Rosa Silvestre”. Os espinhos estão associados ao sofrimento e ao poder das fadas. A flor simboliza a beleza, a perfeição e o amor.


A Bela e a Fera possui muitas versões, que há séculos vem sendo transmitidas de geração a geração. Mas a versão mais conhecida é a de madame Jeanne-Marie de Beaumont publicada pela primeira vez em 1756.

A história da corajosa e determinada jovem que se apaixona  por um príncipe oculto no corpo de uma fera já encantou milhões em todo o mundo e nos lembra da necessidade de enxergar além da aparência para aquilo que realmente importa: o coração.



Na história de Chapeuzinho Vermelho, registrada por Charles Perrault em 1697, as crianças são alertadas para o perigo de falar com pessoas estranhas. Em algumas versões o lobo não consegue devorar Chapeuzinho e acaba sendo morto pelo caçador, que abre a barriga do monstro para resgatar a avó, sã e salva.



O temível Barba Azul, famoso por assassinar suas esposas, era tão popular que antigamente dizia-se para as crianças desobedientes que se não se comportassem bem, ele viria pegá-los.

Segundo alguns estudiosos, Perrault teria se inspirado em Gilles de Rais, fidalgo francês que no século XV teria matado e torturado dezenas de crianças.



Extremamente popular na França, a história da Cinderela teria se originado na China, onde pés pequenos eram atributos de beleza. Se deve a Perrault , em 1697, o acréscimo da fada madrinha, a carruagem-abóbora e o sapatinho de cristal. Nas versões mais antigas, transmitidas oralmente, Cinderela recebe ajuda de sua mãe cujo espírito se materializa sob a forma de peixe, vaca ou árvore.

De todos os mitos, Cinderela é o que mais inspirou, e ainda inspira, escritores e dramaturgos no mundo inteiro; versões dela são frequentemente reproduzidas em livros, filmes e novelas.



Este post será atualizado no decorrer da semana com as outras lendas e suas curiosidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário