sábado, 2 de junho de 2012

Filmes de Terror que Podem Te Matar





Não... Não se trata de O Chamado. Ninguém ligará pra te avisar que só tem sete dias de vida.  Você Não verá Samara se arrastar para fora de sua TV tela plana. Embora, é possível que você morra na hora... De tanto rir...

Assim, se você ainda não assistiu a esses filmes, e pretende assisti-los, não leia o post abaixo...
Mas caso já tenha assistido ou não se importe, aqui vai uma pequena lista das melhores comédias de terror que já assisti:



Arrasta-me para o inferno

Sinopse:

Los Angeles. Christine Brown (Alison Lohman) trabalha como analista de crédito e vive com seu namorado, o professor Clay Dalton (Justin Long). Um dia, para impressionar seu chefe, ela recusa o pedido de uma senhora (Lorna Raver) para conseguir um acréscimo em seu empréstimo, de forma que possa pagar sua casa. Como vingança ela joga uma maldição sobrenatural na vida de Christine. 

E põe maldição nisso! Christine passa a ser assombrada por todos clichês que já passaram pelo cinema. Barulhos assustadores, garras invisíveis, um bode que fala, uma gargalhada digna da madrasta da Branca de Neve e um cigana feia de dar medo ( sim, pelo menos a velha assusta!). 
E no fim, se ferra devido a um erro clássico.
Um conselho: se você ganhou uma passagem para o Inferno e pretende devolvê-la a qualquer custo, certifique-se de devolver a passagem correta!
A boa notícia? Christine faz a viagem com o seu melhor look!


Premonição 1
Sinopse:
Final Destination é um filme  de terror e suspense produzido em 2000. Foi dirigido por James Wong e escrito por Glen Morgan e Jeffrey Reddick; ambos haviam trabalhado com Wong anteriormente na série de televisão The X-Files. O filme é estrelado por Devon Sawa, Ali Larter, Kerr Smith e Tony Todd. Sawa é um adolescente que tenta "burlar a morte" após ter uma premonição da sua própria morte e de seus amigos em um avião. Ele tenta salvar a si e a seus amigos enquanto é perseguido pela Morte.

O filme começa bem. As cenas iniciais possuem um bom suspense, até que a Morte encontra a primeira vítima. Em um banheiro. Um lugar que repentinamente oferece a Morte todas as possibilidades para um assassinato: chão escorregadio, fios soltos, água escorrendo misteriosamente... E como o cara morre? Escorrega e se enforca acidentalmente na banheira!
Assistindo a cena em estado de choque, eu comento: Agora só falta a água voltar!
E um segundo depois a água começa a retornar misteriosamente... e eu não consegui mais parar de rir.
Por fim, meus amigos indignados abandonaram a sala e me deixaram assistir o filme sozinha, mas eu não podia evitar o riso. As mortes seguintes eram todas previsíveis e clichês ao extremo. Como aquela em que a garota corre de costas em uma rua movimentada (quem diabos é tão burro?) dizendo "Eu não vou morrer, não vou morrer, não vou..." e um ônibus passa por cima dela. Ou aquela batidíssima do carro que pára na linha do trem, embora nesse caso eu deva admitir que eles inovaram em um detalhe...
De todo modo, o outro único filme em que eu ri mais do que Premonição 1, foi A Louca Louca Aventura de Robin Hood.


Alma Perdida

Sinopse: 

Casey Beldon (Odette Yustman) é uma jovem orfã de mãe (Carla Gugino), que se suicidou quando ela era pequena. De uma hora para outra ela passa a ser atormentada por uma estranha imagem de um menino, que a persegue em pesadelos e também quando está acordada. Determinada a descobrir o que está acontecendo, Casey acaba descobrindo uma misteriosa ligação entre ela e um espírito do mal capaz de possuir o corpo das pessoas para alcançar seu objetivo, que é nascer novamente. Em sua busca pela solução do problema, descobre uma chance através de um ritual de exorcismo com o padre Sendak (Gary Oldman).

Clichê ao extremo. Você realmente fica na dúvida se ri, chora ou vai tomar sorvete. Eu tinha sorvete em casa, assim ri e tomei sorvete.
O filme é uma coletânea das cenas mais batidas de filmes de fantasmas e O Exorcista. O único momento em que realmente eu sentia vontade de chorar era quando o moleque vinha com aquela de “Jumby quer nascer agora”.
Sério! Como alguém chamado Jumby pode desejar nascer? Inacreditável.




Garota infernal

Sinopse:
Megan Fox interpreta uma popular líder de torcida chamada Jennifer Check. Amanda Seyfried retrata Anita "Needy" Lesnicky, uma nerd, que é amiga de infância de Jennifer. Jennifer acaba se tornando sacrifício em um ritual feito por uma banda de rock, que espera que isso aumente suas chances de conseguir um bom negócio com uma gravadora. O ritual acaba dando terrivelmente errado (porque eles pensaram que ela era virgem), e Jennifer é possuída por um demônio e começa a matar os garotos de sua escola - primeiro os seduzindo e, depois, comendo-os como refeições.

Absolutamente hilário. Até a cena do assassinato da pobre Jennifer é engraçado porque os assassinos são completamente amorais e sem noção.
É um filme clássico pra adolescentes: a garota mais popular da escola é sempre uma vadia e a nerd uma garota legal - provavelmente porque são os nerds que escrevem os roteiros e eles são realmente vingativos.

É claro que também poderia citar toda a série Sexta-feira 13 e Brinquedo Assassino como comédias de terror, mas os filmes são tão horríveis que não vale a pena.

Prefiro citar o blog doiscliques onde os blogueiros realmente parecem possuir um conhecimento apurado sobre a comédia em filmes de terror. Absolutamente recomendado.

Como Se Tornar Um Serial Killer Em Filmes De Terror e Como Ser Uma Boa Vitima De Serial Killer Em Filmes De Terror

http://doiscliques.blogs.sapo.pt/288719.html



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário