sexta-feira, 20 de abril de 2012

Exercitando o cuidado


Minha irmã acaba de fazer uma cirurgia no coração (troca da válvula mitral) e estarei um pouco afastada de tudo cuidando dela. Assim que ela estiver melhor volto a dar atenção ao blog e a meus colegas blogueiros. Bjs.

FELICIDADE

"

Essa felicidade que supomos,
Árvore milagrosa, que sonhamos
Toda arreada de dourados pomos,

Existe, sim : mas nós não a alcançamos

Porque está sempre apenas onde a pomos
E nunca a pomos onde nós estamos.

Vicente de Carvalho


domingo, 15 de abril de 2012

Sinto horror a todo tipo de fanatismo, mas sobretudo ao religioso. Nunca vou entender como algumas pessoas realmente acreditam que a fé em Deus e o pensamento inteligente são mutuamente excludentes!

Titina Medeiros - De Acari





A acariense Titina Medeiros fará parte da próxima novela das sete da TV Globo, "Cheias de Charme", que inicia nesta segunda, 16 de abril. Na trama ela viverá, segundo suas próprias palavras, "uma vilãzinha legal, engraçada e ingênua”.
Vilã ou não, a atriz inicia sua carreira na televisão com uma torcida potiguar ENORME!
Estamos todos na torcida desejando sucesso e boa sorte!

Verdade Absoluta



Não me amaldiçoe jamais, Senhor
com a verdade absoluta.
Nunca.
Porque ela direcionará meus sonhos,
guiará meus passos,
 calará minha voz.
E, convencendo-me 
de que tudo sei...
Onisciente
Onipresente
Onipotente
Me deixará surda e cega
para as verdades de meu próximo,
que, talvez,
com uma única palavra
me mostraria outra verdade
mil anos adiante!

Acontece em Natal


Encontros filosófico-poético-artístico-ecológico-psicosociopolítico-lúdico-científico-estético-espirituais... Um espaço para dialogar de forma aberta e criativa e trocar idéias, impressões, intuições, experiências, para construir coletivamente novos olhares... Acima de tudo, um espaço para compartilhar bons momentos de livre pensar em Natal, Rio Grande do Norte, na esquina do Brasil.

Postado por Antonino Condorelli às 18:13


sábado, 14 de abril de 2012
Segunda-feira, 16, os Diálogos Criativos realizam um encontro-show especial do grupo Preto Chique em homenagem a João Nogueira e Paulo César Pinheiro

Nesta segunda-feira, 16 de abril, o projeto cultural Diálogos Criativos realiza às 19:30 no Auditório da Livraria Siciliano do Midway Mall, em Natal, um encontro-show especial com o grupo de samba Preto Chique: uma homenagem filosófico-musical aos grandes sambistas João Nogueira e Paulo César Pinheiro.

No encontro, com entrada franca, os integrantes de um dos melhores e mais antigos grupos de samba natalenses compartilharão com o público reflexões filosóficas a partir da vida e a obra do cantor/compositor e do compositor/poeta cariocas, intercalando a conversa com interpretações ao vivo de clássicos de ambos os autores homenageados.

O encontro complementa o projeto Ano do Samba nos Diálogos Criativos, uma parceria dos Diálogos Criativos com a promoter de samba Preta Íris, que estreou em março e cujo propósito é contribuir para a divulgação dos artistas de qualidade e do bom samba que se faz no Rio Grande do Norte, assim como ajudar a promover e valorizar uma das mais importantes manifestações musicais e culturais brasileiras.

Os Diálogos Criativos são uma iniciativa do jornalista, professor, pesquisador, blogueiro e promotor cultural independente Antonino Condorelli. O projeto conta com a preciosa colaboração da advogada Vandréa Alves e do designer Marcelo Macedo.

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Lugares Misteriosos - AS RUÍNAS DO GRANDE ZIMBÁBUE




Em 1868, o viajante e explorador alemão Adam Renders se perdeu numa profunda floresta do sul da África e acidentalmente se deparou com extraordinárias ruínas, perto do Lago Vitória. Tentando sair de lá, ele se moveu ao longo das paredes por algum tempo, tendo a impressão de que estava andando em círculos. Naquele momento ele não sabia que tinha encontrado as Grandes Ruínas de Zimbábue.
Essas ruínas, em sua maioria em forma cônica, apresentam uma extensão de aproximadamente 385 km. As construções foram feitas de pedra, divididas e separadas em blocos e colocadas juntas com algum desconhecido método e sem usar argamassa. Muitos curiosos questionam com que propósito foram construídos aqueles monumentos bizarros, sem portas, janelas ou qualquer outra abertura; ou quem construiu as paredes elípticas e as torres cônicas (trinta e três pés de grossura) chamadas de nuraghi, e que também podem ser encontradas na Sardinia (Sardenha), em Shetland, nas ilhas Orkney, Escócia e em muitos lugares ao redor do mundo.
No começo, Renders não prestou muita atenção nas desconhecidas ruínas. Porém, ele contou sua estranha história para o explorador e aventureiro, Karl Mauch, que três anos mais tarde, chegaria à costa oriental da África do Sul. Ele era um dos primeiros homens a encontrar ouro na região e pensou que os vestígios poderiam pertencer a legendária terra Ophir, famosa por suas minas de ouro e governada por um dos vassalos da Rainha de Sheba (Sabá). Sua teoria conectando as ruínas biblicamente com Ophir e as minas do Rei Salomão definitivamente trouxe desastrosas conseqüências para a região. O lugar tem sido exposto a pilhagem e devastação.
Os portugueses chegaram no Zimbábue no meio do século dezoito. Junto com eles chegaram novas teorias e sugestões. Alguns acreditavam que os vestígios foram construídos por uma raça branca perdida, há 1100 a.C e que tinham uma proposta astronômica; outros sugeriam que o quebra-cabeça das ruínas tinha sido construído por uma raça pré-histórica parecida com os construtores do Stonehenge. Mas. baseadas em crônicas de João de Barro, do século dezesseis, os nativos se referem às ruínas como Zimbábue. Ninguém sabe quando e quem as fez. As pessoas do local não sabem nem ler e escrever, o que torna difícil encontrar qualquer registro histórico. Entretanto elas estão convencidas que as estruturas são trabalho do Diabo.
Na cidadela, haviam sido encontrados alguns pássaros de pedra sabão, colocados em cinco pesados pedestais de pedra. Um número de achados que nos remetem a antiga civilização Egípcia e a América Pré-Colombiana. O que as Ruínas de Zimbábue têm em comum com as civilizações acima citadas? O falcão, um dos primeiros animais venerados no Egito, diziam que era personificação do deus Hórus, que fez o céu. Hórus, era venerado ao longo do delta do Nilo. Seu culto se propagou por todo o Egito, ele era uma manifestação de deus vivo. As similaridades nessas construções são claramente visíveis.
O arqueólogo francês e jornalista Robert Charroux escreveu: "No meio das ruínas, mas em bom estado de preservação, nós encontramos, como em Machu Picchu, no Peru, altas torres ovais como silos, sem fendas nas paredes, e que só poderiam ser habitadas por homens voadores... Em Machu Picchu eles de fato chamaram: o domicílio dos homens voadores."
Todas essas teorias são consideradas absurdas e o mistério do grande Zimbábue provavelmente nunca será revelado.











domingo, 1 de abril de 2012

ARTE URBANA


Arte Urbana, urbanografia ou street art é a expressão que se refere a manifestações artísticas desenvolvidas no espaço público, distinguindo-se da manifestações de caráter institucional ou empresarial, bem como do mero vandalismo.

A expressão Arte Urbana surgiu inicialmente associada aos pré-urbanistas culturalistas como John Ruskin ou William Morris,e posteriormente ao urbanismo culturalista de Camillo Sitte e Ebenezer Howard  .O termo era usado para identificar o "refinamento" de determinados traços executados pelos urbanistas ao "desenharem" a cidade.

Dada a dificuldade de enquadramento das inscrições murais feitas à revelia das autoridades e proprietários no conceito de arte pública, assiste-se a um ressurgimento da designação de "Arte Urbana" que passou a incluir todo o tipo de expressões criativas no espaço colectivo. Esta designação adquiriu assim um novo significado e pretende identificar a Arte que se faz no contexto Urbano à margem das instituições públicas.

Além do grafite, a Arte Urbana também inclui estátuas vivas, músicos, malabaristas, palhaços e teatros. Poucos veículos são voltados exclusivamente para esse tipo de arte. O blog Arte Urbana, por exemplo, retrata o dia a dia dessas pessoas em forma de crônicas. Também existem projetos de livros e sites para a arte urbana brasileira. 

http://araka.com.br/index.php/as-100-melhores-fotos-de-arte-urbana-de-2011/