quarta-feira, 7 de março de 2012

AMANHÃ ESTOU DE LUTO


No Dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como: redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho. A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano.

Em  1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher", em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).

Ao ser criada esta data, não se pretendia apenas comemorar. Na maioria dos países, realizam-se conferências, debates e reuniões cujo objetivo é discutir o papel da mulher na sociedade atual. O esforço é para tentar diminuir e, quem sabe um dia terminar, com o preconceito e a desvalorização da mulher. Mesmo com todos os avanços, elas ainda sofrem, em muitos locais, com salários baixos, violência masculina, jornada excessiva de trabalho e desvantagens na carreira profissional. Muito foi conquistado, mas muito ainda há para ser modificado nesta história.


Fonte: http://www.suapesquisa.com/dia_internacional_da_mulher.htm


Pessoalmente, eu não vejo muitas razões pra comemorar esse dia, não da maneira em que frequentemente é feito. Caminhadas, tapinhas nas costas, presentes, cumprimentos, numa data que relembra a morte brutal de 130 tecelãs? Carbonizadas por terem exigido melhores salários e condições de trabalho! É um dia pra se colocar luto, pra lembrar que embora tenhamos conquistados muitos direitos – direitos esses que nos foram dados através do sacrifício de muitas outras mulheres – ainda há um número absurdo de mulheres expostas à violência doméstica, tráfico de mulheres, desvalorização no trabalho e preconceito cultural, isso pra dizer o mínimo. Há apenas 80 anos não podíamos votar. Esse direito só foi conquistado no dia 24 de fevereiro de 1932. A data é um marco na história da mulher brasileira. 

24 de fevereiro é uma data que aceito comemorar. Amanhã, 08 de março, em respeito à morte dessas mulheres corajosas, eu visto preto e fico de luto.

8 comentários:

  1. Não sabia que esse era o motivo, impressionante. Mas não acho que devemos ficar de luto e sim relembrar a coragem daquelas mulheres e provar que somos o sexo forte! *-* A propósito, belo post... Bjos

    ResponderExcluir
  2. Tambem nem sabia disso ae... entao estou de luto amanha tambem u.u kkkk parabens pela postagem... abraço

    Kiil Informática...

    ResponderExcluir
  3. Feliz Dia Internacional da Mulher!

    Bjos

    Passando sempre por aki
    (sou da lista de divulgação)

    http://meuryss.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Vim reforçar o coro e dizer: feliz dia internac da mulher! Contudo, concordo com sua visão sim viu... é uma história muito triste.

    ResponderExcluir
  5. Vim aqui desejar um excelente fim de semana para voce! bjos da corrente!

    ResponderExcluir
  6. Concordo com a mariana, nós devemos comemorar a vitoria pela luta dessas mulheres. Sou da corrente!

    ResponderExcluir
  7. Olá Melyssande, passando para lhe desejar um excelente fim de semana!

    ResponderExcluir
  8. E lembrando toda essa história que originou o verdadeiro motivo para se lembrar o dia. Nao sei se comemorar é expressao mais adequada.

    ResponderExcluir