quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

O DIABO IRLANDÊS, MARAVILHOSA, JOY, APRENDIZ DE FEITICEIRA

Não curto romances da Nova Cultural e editoras do gênero. Os romances são em geral medíocres, previsíveis e com personagens chatos e com pouca profundidade; mas admito que abro exceção para algumas autoras como Donna Fletcher e Jill Barnett. Suas histórias costumam ser engraçadas, leves e com personagens divertidos e instigantes. Uma boa maneira de se passar o tempo.
Este blog não disponibiliza links para download, mas quem estiver interessado nos livros abaixo, deixe o email que eu entro em contato.





O diabo irlandês - Donna Fletcher


Uma Mulher Marcada...
Anos atrás Faith foi vítima de um ataque feroz que deixou uma cicatriz que vai desde sua testa até seu peito.
Quando todos pensavam - e alguns desejavam - que ela morreria, Faith lutou corajosamente para sobreviver.
Mas sua vida mudou para sempre. Isolada e rejeitada por sua família pela mancha em sua honra e a vergonhosa cicatriz, Faith se dedicou ao estudo das artes curativas e se transformou na mais famosa curandeira da região.

Um homem marcado...
Eric foi levado da Irlanda, sua terra natal, quando criança.
Ele prometeu voltar, mas voltar para recolher sua herança. Lutou como mercenário para Lordes e Reis, é um guerreiro temido ao que chamam “o Diabo Irlandês", e finalmente obteve que lhe concedessem um castelo. Agora tem um lar na Irlanda. Só falta uma esposa e filhos que continuem sua linhagem.

Por imposição do rei, o Diabo Irlandês chega à fortaleza de Lorde e Lady Terra para fazer sua escolha de esposa entre as filhas do casal. Como o consideram um bárbaro, Lorde e lady Terra planejam um ardil para que Lorde Eric se veja obrigado a escolher Faith, uma filha de quem querem desfazer-se. A armadilha funciona e Faith e Eric partem da fortaleza casados.
A atração entre eles é inegável, mas muitos segredos e circunstâncias fortuitas impedem a consumação desse amor.



Maravilhosa - Jill Barnett

Lady Clio esteve em um convento por seis anos esperando a chegada do homem a quem fora prometida em casamento.
Há mais de dois anos aguarda o seu retorno.
Aborrecida com seu atraso, Clio passa de projeto em projeto em seu afã por ocupar seu tempo. A última maravilhosa idéia que teve foi fabricar a famosa cerveja de urze - uma receita misteriosa que os rumores afirmam, transforma os soldados em guerreiros extraordinários...
Ao longo de sua vida Clio teve a tendência de encontrar idéias maravilhosas que terminam em grandes fracassos ou grandes desastres. Mas ela considera melhor ocupar-se de seus projetos que afundar-se no rancor que lhe gera o prometido que a abandonou.

Ele só queria paz em sua vida...

Lorde Merrick retornou das Cruzadas, e seu amigo, o rei Edward, o recompensou com um castelo na fronteira de Gales.
O castelo veio com uma herdeira, Lady Clio.
Merrick nunca a conheceu, mas para tomar posse de seu castelo tem que aceitar um compromisso matrimonial arranjado.
E em realidade não lhe importava a aparência física de sua prometida, pois somente desejava estabelecer-se, tomar uma esposa, ter herdeiros e viver em paz.
Mas ele não sabe que casar-se com a vingativa Lady Clio e viver em um castelo na conflitiva fronteira galesa não é uma idéia maravilhosa para alguém que procura paz.








Joy, aprendiz de bruxa – Jill Barnett

Ela tinha enfeitiçado ao mais sério, esnobe, e bonito Duque da Inglaterra.

Joyous MacQuarrie, a beleza de olhos verdes, tinha aparecido de nenhuma parte e caído em seus braços descaradamente.
E todos os seus amigos sabiam que a misteriosa dama era escocesa e que sua avó tinha sido uma Locksley. Nem sequer sua boa descendência era suficiente para fazer de Joy uma Duquesa, mas um nobre orgulhoso como Alec, Duque do Belmore, fazia o que queria; e ele queria casar-se com a formosa moça que despertou seu desejo. Mas logo Alec descobriria que não poderia fazer o que quisesse com Joy Fiona MacQuarrie. Borbulhante de risada e com espírito, levaria ao majestoso Belmore Park alegria e as mais estranhas ocorrências. Ela até poderia ter seduzido Alec se não fosse pela verdade que escondeu. Embora ele se acendesse quando provou seus lábios suaves como pétalas, voltou a esfriar quando descobriu que esta atrativa dama era, de fato, uma bruxa.
Uma bruxa cujos poderes de magia branca não estavam sempre sob controle; Muito tarde, Joy soube que estava desesperadamente apaixonada e que nada poderia deter o curso de seu destino, o escândalo que ameaça destruí-la e que a paixão que os manteve a ambos enfeitiçados era proibida, uma irresistível loucura de dois corações encantados.










Um comentário:

  1. Oi Mely!
    Gostei das suas indicações, parecem ser livros bem interessantes!

    Beijos, Kamila
    http://vicio-de-leitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir