quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Gato é Registrado Como Hipnoterapeuta


“Gato é registrado como hipnoterapeuta na Grã-Bretanha”. Segundo essa notícia, Chris Jackson, apresentador do programa Inside Out, conseguiu registrar seu gato George nas três organizações que representam o setor na Grã-Bretanha. Seu objetivo seria comprovar que a regulamentação da atividade de hipnoterapia era tão falha que qualquer um munido de um certificado falso, incluindo um gato, conseguiria ser credenciado junto aos órgãos competentes; ou incompetentes como seu experimento veio a demonstrar.
Que o gato tenha conseguido três registros que o habilitavam a trabalhar como hipnoterapeuta não me surpreendeu. Causou-me espanto, entretanto, que o apresentador não tenha tido a idéia de oferecer os serviços de um animal tão credenciado. O gato poderia facilmente ter sido instalado em um consultório elegante e com certeza, após o espanto inicial, atenderia aos clientes mais ricos.
- Como assim? O hipnoterapeuta é um gato?
- Não é um gato comum, senhora. Este gato foi educado na Índia, sob a égide de um homem santo. Também já fez a peregrinação a Meca duas vezes.
- Não sei, isso me parece uma brincadeira...
- Brincadeira senhora? Tenho aqui os registros de George na Diretoria Britânica de Programação em Neuro-Linguística, na Associação Unida de Hipnoterapeutas e na Associação de Clínicos Profissionais de Hipnoterapia. Este gato é mais credenciado que muitos profissionais e tem clientes de elite como Tom Cruise...
- Tom Cruise consulta-se com o George?
- Duvida?
A dama reluta; depois lembrando que o ator é adepto da Cientologia suas dúvidas desaparecem.
- Acho que vou tentar. O tratamento é longo?
- Para fazer realmente efeito, no mínimo um ano; a mil dólares a sessão.
- Não acha que está um pouco caro?
- Ao contrário. Para se tratar com hipnoterapeuta tão credenciado, está até barato!
E desse momento em diante George teria tantos cliente que Chris Jackson teria que contratar assessores apenas para cuidar da agenda do gato.
Vivemos em um mundo em que as pessoas procuram curas mágicas para seus problemas e respostas fáceis para questionamentos eternos como quem somos, de onde viemos e para onde vamos. Por milênios esses questionamentos tiveram o mérito de fazer a humanidade avançar, mas tudo indica que isso chegou ao fim já que um número cada vez maior de pessoas parece encontrar as respostas em qualquer biscoito da sorte e está disposta a aceitar os conselhos de qualquer charlatão pseudo-holístico. Hipnoterapeuta? De repente consultar o gato pode ser uma boa idéia...




P.s. Essa crônica foi inspirada na matéria contida no link abaixo




http://noticias.br.msn.com/mundo/artigo-bbc.aspx?cp-documentid=22254054